DESTAQUES MEIO AMBIENTE SAÚDE

Dia Nacional do Combate ao Fumo

No dia 29 de agosto é comemorado, no Brasil, o dia nacional de combate ao fumo. Uma data instituída em 1986 pela lei nº 7488. O principal objetivo desta data é ajudar a reforçar ações nacionais que sensibilizem a sociedade sobre os prejuízos que o tabaco pode acarretar, seja socialmente, economicamente, ambientalmente e à saúde das pessoas, principalmente.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável no planeta, sendo considerado, portanto, um problema de saúde pública. Estima-se que cerca de 200 mil pessoas morram todo o ano no Brasil em decorrência do fumo. Esse valor salta para cerca de 4,9 milhões em perspectiva mundial.

O tabagismo pode desencadear cerca de cinquenta problemas de saúde, dentre os quais, destacam-se: infarto do miocárdio, enfisema pulmonar, derrame, câncer de pulmão, traqueia, laringe e brônquio; impotência sexual no homem, infertilidade da mulher, hipertensão e diabetes.

Estima-se que 90% das pessoas que desenvolvem câncer de pulmão apresentem como fator responsável o fumo, sendo importante destacar que as chances de cura para essa doença são bastante baixas. Esta é uma preocupação grande no país, visto que o câncer de pulmão é dos tipos de tumores que mais mata no Brasil.

Segundo o  INCA, não é apenas o fumante que corre risco que adoecer devido ao cigarro, mas também o fumante passivo, ou seja, a pessoa que absorve a fumaça do cigarro por estar próximo de indivíduos que fumam. Estima-se que sete pessoas morram por dia em consequência do fumo passivo.