DESTAQUES SAÚDE

"Como surgem as pedras nos rins ?"

Os cálculos ou pedras renais são depósitos minerais que se formam dentro nos rins e podem estar presentes em várias partes das vias urinárias. Eles se iniciam como partículas microscópicas e se desenvolvem com o passar do tempo até formarem os cálculos. O termo médico para este problema é nefrolitíase ou urolitíase.

Os rins filtram substâncias químicas vindas do sangue e que não servem mais para o organismo, a maior parte delas tóxicas, e os acrescenta à urina. Quando estas escórias não se dissolverem completamente na urina, cristais e cálculos renais são formados.

a47bbba43fb1dd8bac82a911f91c1409 calculos

Os cálculos podem ser tão pequenos quanto grãos de areia e serem eliminados do organismo na urina sem causar qualquer desconforto, como também podem ser do tamanho de uma ervilha ou até maiores, causando sintomas. Embora alguns destes cálculos sejam tão grandes que não se desprendem dos rins, outros conseguem migrar pelo fino canal que liga o rim à bexiga, chamado ureter, onde eles são retidos.

Fotolia_48684816_litiasis-renal

Os cálculos renais retidos podem causar muitos sintomas diferentes, incluindo dor extrema (cólica renal), interrupção ou diminuição do fluxo de urina (anúria ou oligúria,respectivamente) e sangramento das paredes das vias urinárias (hematúria), são um problema muito comum, afetando 10 por cento das pessoas no mundo inteiro. Há vários tipos diferentes de cálculos, e uma variedade de razões pelas quais eles se formam.

SINTOMAS:

A presença de dor lombar aguda, sangramento na urina (hematúria), náuseas,vômitos e infecção urinária devem alertar o paciente quanto a uma crise de cólica renal. A cor da urina pode ser normal, rosada ou vermelha. Se a dor muda de lugar, indo em direção à virilha, normalmente indica que a pedra migrou para baixo, dentro do ureter, e está mais próximo à bexiga. Com a proximidade do cálculo à bexiga, pode aparecer umavontade aumentada e constante de urinar (polaciúria) ou uma sensação de ardência ao urinar (disúria). Quando pedras são eliminadas na urina, muitas vezes o paciente pode ver a saída dos cálculos.

Prevenção

Em geral, pode-se ajudar a prevenir os cálculos renais tomando bastante líquido e evitando a desidratação. Isto dilui a urina e diminui as chances das substâncias químicas se combinarem e formar os cálculos.

Pode-se prevenir a formação de cálculos de oxalato de cálcio ingerindo leite desnatado e outros alimentos ricos em cálcio. Porém, consumir suplementos à base de cálcio podem aumentar o risco de formação dos cálculos. O cálcio na dieta liga-se ao oxalato dentro dos intestinos diminui a quantidade de oxalato que entra no sangue, com isso, há uma menor eliminação na urina. Pessoas que excretam muito oxalato na urina devem evitar comer comidas com alto teor de oxalato, incluindo beterraba, espinafre, rúcula, etc. Chá, café, refrigerantes à base de cola, chocolate e nozes também contêm oxalato, mas estes podem ser usados com moderação. Ingerir muito sal e carne podem levar à maior formação de cálculos.

Tratamento

Em muitos casos, um cálculo renal pequeno pode eventualmente ser eliminado pela urina por si só, especialmente se a pessoa bebe bastante líquido. Sob prescrição médica, a pessoa pode permanecer normalmente em casa, aliviando a dor comanalgésicos (Voltaren, Arcoxia, Profenid, Feldene, etc) e antiespasmódicos(Buscopan). Cálculos de ácido úrico poderão ser tratados clinicamente com grande ingestão de água, alcalinizantes da urina e substâncias que interferem na sua formação. Já os cálculos de cálcio não dissolvem dessa maneira.

td2221014

Porém, se o cálculo for muito grande, se a dor é insuportável ou se houver infecção ou hemorragia significativas, pode ser necessário remover o cálculo ou quebrá-lo em partes menores. Há várias opções para destruir cálculos alojados nas vias urinárias:

 

  • Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque (LECO) — Revolucionou o tratamento da litíase urinária devido ao fato de ser pouco invasiva, eficaz e de baixa morbidade. As ondas de choque aplicadas aos cálculos renais fraturam externamente em fragmentos menores devido a um fenômeno chamado cavitação. Os fragmentos são eliminados na urina. Não requer anestesia, quando muito uma sedação, e é realizado no consultório. Para cálculos renais o índice de sucesso é de 80% e para os ureterais é de 85%.

66f8352362

  • Litotripsia Percutânea por Ultra-som — Um instrumento semelhante a um tubo estreito é passado por uma pequena incisão nas costas em direção ao rim e ondas de ultra-som irão atingir os cálculos e dividi-los em pequenas partes. Os fragmentos dos cálculos são então eliminados na urina.

O método será escolhido de acordo com o local em que o cálculo se encontra:

 

 Rim:

  • Litotripsia por ondas de choque;
  • Litotripsia Percutânea – a energia é aplicada diretamente sobre o cálculo através de um endoscópio que é inserido no rim;
  • Cirurgia tradicional com incisão.

Ureter:

  • Litotripsia de ondas de choque;
  • Litotripsia endoscópica;
  • Remoção endoscópica;
  • Cirurgia tradicional com incisão.

 

Bexiga:

  • Extração Endoscópica ou litotripsia;
  • Cirurgia tradicional com incisão.

 

É rara a necessidade de cirurgia para remover cálculos renais.

 

Após os cálculos renais serem eliminados, é possível evitar que eles venham a se formar novamente com o uso de medicamentos ou mudanças na dieta. Por exemplo, medicamentos como os diuréticos tiazídicos (Hidroclorotiazida) podem ser prescritos para algumas pessoas com cálculos renais compostos de cálcio, enquanto algumas pessoas com cálculos de ácido úrico podem ser tratadas com Alopurinol (Zyloric ®).

Conclusão

A litíase urinária é uma doença crónica com tendência para a recorrência.

A avaliação clínica adequada permite na grande maioria dos casos um diagnóstico da causa da litíase e a orientação para o tratamento medicamentoso que, associado ao reforço hídrico e alterações da dieta, permitem evitar ou reduzir significativamente a formação de cálculos em mais de 80% dos doentes. No entanto, a prevenção desta doença exige um compromisso na realização dos tratamentos prescritos, dado que a prevenção de novos cálculos deve ser feita para resto da vida.

Dúvidas deixe seu comentário…